MP cobra cumprimento de medidas de reparação a atingidos por tragédia de Mariana
10/04/2018 às 14h14

Diferentes  segmentos do Ministério Público e da Defensoria Pública se articularam para questionar violações que estariam sendo cometidas contra os atingidos da tragédia de Mariana. Elas expediram uma recomendação à mineradora Samarco, às suas acionistas Vale e BHP Billiton e à Fundação Renova, em que elencam direitos dos impactados que estariam sendo desrespeitados. Entre eles, citam a dificuldade de acesso à informação, a negação do auxílio emergencial a algumas pessoas e a falta de negociação sobre as indenizações.

O documento, expedido em 26 de março, é assinado pelo Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Ministério Público do Espírito Santo (MPES), Defensoria Pública da União (DPU), Defensoria Pública de Minas Gerais e Defensoria Pública do Espírito Santo. O prazo dado para a resposta das mineradoras é de 20 dias a partir do recebimento da recomendação.






Confira também:



21 | mar
Vale suspende preventivamente as operações na Mina de Alegria, em Mariana
Saiba +



20 | mar
No Dia Internacional contra a Discriminação Racial, alunos da rede municipal participam de evento que vai tratar sobre o assunto
Saiba +



19 | mar
Curso de arbitragem será realizado em maio, presidente da Liga Esportiva de Mariana explica mudança nas datas
Saiba +



18 | mar
Sobe para 206 o número de mortos em Brumadinho
Saiba +



Rádio Real FM

Rua Pandiá Calógeras, 463
Bauxita, Ouro Preto/MG
CEP: 35400-000

 (31) 9 9160.9001
 (31) 3551.7777

 radioreal90.1@gmail.com