Começou a 3ª expedição: Rio das Velhas te quero vivo

29/05/2017 às 12:38

Na manhã de ontem (28/05), em solenidade que ocorreu na sede administrativa do Parque Natural Municipal das Andorinhas, em Ouro Preto, aconteceu o lançamento da expedição: Rio das Velhas te quero vivo e a entrega do plano parcial de manejo do Parque ao prefeito Júlio Pimenta, que reforçou a importância do local para Ouro Preto e a necessidade de manutenções e envolvimento da comunidade para garantir o manejo adequado. Assim, o prefeito anunciou a renovação de contrato com a Fundação Gorceix para garantir a segurança, preservação e manutenção da área do Parque. Marcos Vinícius Poliano, presidente do Comitê Hidrográfico da Bacia do Rio das Velhas - CBH Rio das Velhas, lembrou as duas primeiras expedições, ressaltou a presença de entidades ligadas à preservação das bacias de Minas Gerais e parabenizou aos gestores do Parque pelo trabalho na preservação das nascentes. O secretário de Meio Ambiente de Ouro Preto, Antenor Barbosa, também falou sobre a importância da expedição e da preservação dos mananciais. Segundo Barbosa, o rio morre por dois motivos: pelo lançamento de esgoto sanitário in natura nos leitos e pela ação do homem no desmatamento, principalmente das áreas de nascentes, impedindo a infiltração de águas das chuvas necessária à vazão dos rios. Desta forma, há diminuição constante da vida. Ainda de acordo com o secretário, o plano de manejo do Parque das Andorinhas é um marco definitivo para ações futuras de preservação e utilização da área. O plano de manejo é um documento produzido a várias mãos para garantir a preservação das áreas e seu uso sustentável. Como necessita de revisões constantes, a participação da comunidade é fundamental. O diretor de Meio Ambiente da prefeitura, Edenir Ubaldo, Teteco, ressaltou a participação das pessoas no próximo dia 1º de junho, quando haverá uma audiência com os moradores do entorno na praça São Sebastião, no bairro São Sebastião, a fim de debater e ouvir da comunidade os anseios em relação ao Parque. Depois de coletadas as informações, elas seguirão para compor o plano de manejo. O vereador Chiquinho de Assis e o vereador Luiz do Morro representaram o Legislativo durante o evento da manhã de deste domingo, no parque das Andorinhas. Chiquinho falou do reencontro da Prefeitura com o Parque, pois, segundo ele, houve certo abandono nos últimos anos. Ele reforçou a necessidade da implantação do plano de saneamento básico a fim de “zerar o lançamento do esgoto em nossos mananciais, principalmente no trecho do Rio das Velhas dentro do município”. Ele citou um escritor e disse que “o rio é como a vida, não volta atrás”. Durante a cerimônia, a diretora geral da Agência Peixe Vivo, Célia Mª Brandão Fróes, anunciou projetos e recursos para tratamento de esgoto em Cachoeira do Campo e localidades de Maracujá e Coelhos, que utilizam o Rio das Velhas para despejar o esgoto sanitário no leito do Velhas, que passa por estes locais. O Rio das Velhas é o principal manancial de abastecimento de água da região metropolitana de Belo Horizonte. A expedição com os canoístas começou na manhã desta segunda (29/05), com a navegação pelo Rio das Velhas, saindo de São Bartolomeu e encerra no próximo domingo (04/06), em Santa Luzia. O objetivo é coletar informações ao longo da bacia do Velhas, à partir das duas primeiras expedições, verificar o que foi melhorado e o que está por se fazer, construir um novo documento com as ações e levar aos responsáveis. No dia 05 de junho, segunda feira, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, os representantes das cidades por onde o Rio das Velhas passa, assinam um termo de compromisso para despoluição das águas da bacia com presença e compromisso também do governo de Minas, por meio do governador Fernando Pimentel e entidades ambientalistas de Minas Gerais. Foto: Marcelo Tholedo – Prefeito Júlio Pimenta recebe o Plano parcial de Manejo do Parque das Andorinhas

VOLTAR