Semana agitada no legislativo municipal em Ouro Preto

26/05/2017 às 13:49

Duas reuniões ordinárias com sessões intensas entre vereadores que forma base e oposição ao governo municipal na Câmara de Ouro Preto nesta semana. Na terça (23/05), o uso da Tribuna Livre foi palco de discussões acirradas, principalmente no tocante a categoria off Road local, depois do encurtamento da Minas Riders e áudio nas redes sociais discriminando a categoria em detrimento ao meio ambiente.

 

Mais de 100 trilheiros estiveram na Câmara e pediram mais respeito à categoria e normatização para que este possam cruzar a cidade pelas trilhas sem degradar as áreas. Sobre o áudio nas redes, os trilheiros cobraram providências para o autor, que escreveu carta se desculpando com a categoria, mas defendendo as questões ambientais envolvidas e reforçando que não tinha poderes para embargo à prova do Minas Riders, mas que sua denuncia teve fundamento junto ao Ministério Público local. A carta foi protocolada e lida em plenário durante a sessão.

 

Para aprofundar o debate sobre a regularização do enduro em Ouro Preto, o presidente da Câmara, vereador Wander Albuquerque (PDT), apresentou requerimento solicitando Audiência Pública no Legislativo para discutir a prática e a viabilidade das atividades esportivas ou automobilísticas em locais não pavimentados no município, já que a região é conhecida no meio como a “Meca” das trilhas off Road. A data para a realização da audiência ainda não foi definida.

 

Já nesta quinta (25/05), não houve uso da Tribuna e os assuntos que dominaram a pauta foram Requerimentos de informações para saber sobre possíveis mudanças no serviço prestado na unidade de saúde de Cachoeira do Campo, conhecida como UPA de Cachoeira, de autoria de vereadora Regina Braga, e para sobre a atual situação no fornecimento de merenda escolar, de autoria do vereador Vantuir da Silva. Foi uma sequência de discussões que gerou embates calorosos entre situação e oposição.

 

Boatos nas rede sociais de fechamento da unidade e áudios convocando fechamento da Br356, no trecho de Cachoeira do Campo provocaram nota de esclarecimento por parte da Prefeitura de Ouro Preto:

“A Prefeitura de Ouro Preto esclarece que não há nenhuma intenção de fechamento da Unidade de Atendimento de Cachoeira do Campo. O vice-prefeito, Tico Miranda, morador do distrito, complementa, ainda, que os moradores receberão, nas próximas semanas, uma nova ambulância para atendimento integral e será inaugurado o ponto de atendimento do SAMU. O boato no distrito possivelmente decorre de um estudo que está sendo realizado pelo Município para readequação de horários e reformas na estrutura. Caso venham a acontecer, tais mudanças serão amplamente debatidas com a comunidade local e serão oferecidas outras opções de atendimento aos moradores, não os deixando desamparados em relação à saúde”.

 

Sobre a questão do fornecimento da merenda nas escolas municipais, nenhuma informação foi repassada à imprensa ainda.

 

Audiência pública debate o formato das homenagens ao 21 de abril, dia de Tiradentes e da Inconfidência Mineira, em Ouro Preto:

 

Também nesta semana, na quarta (24/05), por solicitação do vereador Geraldo Mendes, foi realizada uma Audiência Pública para debater o atual formato da festa cívica do 21 de abril em Ouro Preto que atrai um grande aparato de segurança e limita por um período do dia a circulação de pessoas não credenciadas.

 

Em anos passados, a cerimônia, que conta com autoridades nacionais e internacionais recebendo a condecoração máxima do estado de Minas Gerais na Praça Tiradentes (Medalha da Inconfidência), sempre foi marcada por protesto de apoio e contra circunstâncias políticas de cada tempo. Com o atual aparato de segurança, a população se sente isolada em relação a praça central da cidade.

 

Assuntos como Turismo também foram discutidos nesta audiência e as sugestões para aprimoramento foram anotadas e serão encaminhadas à Prefeitura de ouro Preto e ao governo de Minas Gerais. Estiveram presentes à Audiência os vereadores Geraldo Mendes e Alysson Gugu, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de ouro Preto, Valmir Maximiano, o secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto, Felipe Guerra, entre outros.

 

Foto: Trilheiros usam tribuna livre para defender eventos off Road em Ouro Preto – Ascom/Câmara de Ouro Preto

 


VOLTAR